A modalidade de Tele Atendimento fonoaudiológico é uma prática clínica recente, que foi liberada pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) há pouco tempo com o objetivo de viabilizar a manutenção dos serviços fonoaudiológicos para a população, frente ao isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19.

Tele atendimento, uma prática clínica recente para usuários de aparelhos auditivos

A decisão foi uma grande conquista, sobretudo para aqueles que não podem ter seus tratamentos adiados ou interrompidos.

DEVE-SE MANTER SEMPRE A POLÍTICA DE BOAS PRÁTICAS

Este acompanhamento pode ser realizado de forma síncrona ( conectado ao vivo com o paciente) ou assíncrona (por meio de um software sem a presença do paciente), para por exemplo prestar aconselhamento, orientações, ajustes à distância.

Boa prática significa que os procedimentos realizados pelo fonoaudiólogo que está selecionando e adaptando seu aparelho é pautado em evidências científicas e segue todas as recomendações em todas as etapas para um adequado atendimento, garantindo assim a melhor adaptação possível. Realizar o protocolo correto e completo é ético e dá mais segurança ao consumidor sobre as suas escolhas.

O TELE ATENDIMENTO NÃO SUBSTITUI O ATENDIMENTO PRESENCIAL

Em um atendimento clínico convencional, o fonoaudiólogo precisa confirmar os limiares auditivos, além de ser extremamente necessário realizar a meatoscopia (avaliação do conduto auditivo externo)   para avaliar o tamanho, a forma, se tem alguma alteração ou obstrução por cera ou qualquer alteração clínica.

Além disso, é preciso verificar se o som vindo do aparelho auditivo está entrando na orelha de forma adequada e de validar os resultados da adaptação.

É extremamente recomendado que este protocolo seja realizado durante o seu processo de seleção e adaptação da prótese auditiva.

Praticamente a maior parte disso ainda não é possível de ser feito totalmente à distância.

O processo de VALIDAÇÃO, que consiste em legitimar e confirmar os resultados da adaptação. Este processo pode ser feito por meio de questionários, ou através de testes específicos como ganho funcional e de percepção de fala.

O Grupo Microsom BH- Betim realiza a teleconsulta em pacientes já usuários a fim de realizar o monitoramento do processo  terapêutico e ajustes específicos para regulagens.

ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PRA VOCÊ? COMPARTILHE:

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp