Principais causas da perda auditiva

Escrito por: Cláudia Câmara, Fonoaudióloga Microsom BH.
Belo Horizonte, Março de 2021

Se você tem perda auditiva, saiba que você não está sozinho. Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), a deficiência auditiva afeta mais de 250 milhões de pessoas no mundo.

As causas de perdas auditivas são inúmeras e bem variadas como: 

Infecções por vírus, fungos e bactérias

Perfuração da membrana timpânica

Diabetes

Hipertensão

Osteoporose

Tumores

Traumas acústicos 

Fatores genéticos

Medicamentos ototóxicos As drogas ototóxicas( medicamentos) podem lesionar estruturas da orelha interna, impactando negativamente suas funções auditiva e do equilíbrio. Alguns desses medicamentos são: antibióticos, medicamentos usados para tratamento do câncer, hipertensão arterial, doenças neurológicas entre outros.

A idade também é considerada “causa” para perda auditiva?

A perda auditiva é uma consequência natural relacionada ao envelhecimento do nosso sistema auditivo. Nossa capacidade auditiva piora a partir dos 40 anos e avança quando aproximamos da faixa etária de 80 anos. 

E as profissões? Quais causam mais danos a audição?

Segundo a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, a exposição à ruídos é a segunda causa mais comum de deficiência auditiva. Isso ameaça a saúde auditiva de vários profissionais.
Conheça alguns deles:

Militares
Policiais
Trabalhadores da construção
Trabalhadores de fábrica
Agricultores
Dentistas
Professores de jardim de infância
Músicos

Ao contrário do que muitos imaginam, a exposição a sons intensos não atinge somente profissionais que trabalham em locais com elevado nível de ruído, como indústrias ou aeroportos, mas pode acontecer numa variedade de situações, que são muito frequentes no dia a dia da maioria das pessoas, tais como:

Trânsito com muitos carros e caminhões
Motor de uma sala de dentista
Vozes das crianças em escolas

acho que tENHO PERDA AUDITIVA: e agora?

ATENÇÃO: É possível ter alguns cuidados para prevenir a perda auditiva induzida por ruído, como uso de EPIs corretamente: tampões, protetores e fones, mas pouco pode ser feito para reverter os danos que ela causa.

O melhor a se fazer no caso é tratar a perda auditiva o quanto antes, para que ela não se agrave ainda mais e traga outros malefícios à sua saúde.

Algumas vezes, uma simples e única exposição a um som muito intenso pode ser suficiente para levar a um dano auditivo irreversível. Isso ocorre porque o som de alta intensidade lesiona as células sensoriais auditivas, causando perda auditiva, podendo levar a zumbidos e distorção sonora.

Se você acha que tem perda auditiva, procure um médico Otorrinolaringologista para uma avaliação e diagnóstico. Ele te indicará o melhor tratamento.

Caso você receba indicação para uso de aparelhos auditivos, estamos aqui prontos para te ajudar!

Obrigada pela leitura!

Até breve!
Cláudia Câmara, Fonoaudióloga Microsom BH