Na Apneia do Sono, a respiração é bloqueada devido a obstruções na garganta que impedem que o ar chegue aos pulmões.
Ana Cláudia, Biomédica da Microsom BH, especialista em adaptação com CPAP, explica de forma simples esse tema.

O 1° passo para entender a APNEIA DO SONO é entender o Mecanismo da RESPIRAÇÃO

A respiração é um mecanismo natural do corpo humano, e assim contribui para o fortalecimento dos músculos e mantém o cérebro sadio. A entrada de ar é muito importante pois garante que oxigênio seja levado até o sangue para que seja distribuído as células.

Dois movimentos estão envolvidos com a renovação do ar nos pulmões:

Inspiração: onde é definida pela a entrada de ar nos pulmões

Expiração: Onde a pressão intrapulmonar aumenta e o ar então é jogado para fora.

Para que esses movimentos ocorram é essencial a ação dos músculos intercostais, que interligam as costelas, e do diafragma.

Você sabe o que acontece quando a oxigenação do nosso corpo está baixa?

A falta de oxigênio, que também pode ser conhecida como hipóxia, consiste na diminuição da oferta de oxigênio nos tecidos de todo o corpo.

Saturação com valores inferiores a 90% pode indicar redução da oferta de oxigênio no corpo pela presença de alguma doença mais grave.

Por isso, sempre que forem identificados sinais de falta de oxigênio, como:

  • Falta de ar;
  • Confusão Mental;
  • Tontura;
  • Cansaço excessivo.

Importante dirigir-se ao pronto socorro o mais rápido possível!

existem inúmeros fatores que podem dificultar a passagem de ar, tais como:

  • Relaxamento dos músculos da garganta e língua;
  • Amigdalas e língua volumosa;
  • Circunferência do pescoço, entre outras.

Agora que você já sabe como funciona a respiração e alguns sintomas da Apneia, conheça os tipos de Apneia.

Apneia Obstrutiva do sono

A Apneia Obstrutiva do Sono é o tipo mais comum, constituído 85% dos diagnósticos.

O ar para de fluir para os pulmões devido a uma obstrução nas vias respiratórias superiores, (nariz ou garganta).

Neste caso, depois da Apneia identificada e diagnosticada, o tratamento é realizado com auxílio de um equipamento chamado CPAP.

Apneia Central

O Fluxo de ar é interrompido pois não há esforço para respirar. Isto ocorre devido à falta de comunicação do cérebro e o corpo de ação imediata.

A Apneia Central do Sono é o tipo menos prevalente e pode ser causada por várias doenças ou lesões que envolve o cérebro, como o AVC.

Apneia Mista

É o conjunto de Apneia Obstrutiva com a Apneia Central, sendo definida pela queda do controle da respiração, causada pela falta de sinal para respiração e pela obstrução das vias aéreas.

COMO IDENTIFICAR QUE ALGO PODE ESTAR ERRADO?

Fique atento com os seguintes sintomas:

  • Cansaço excessivo,
  • Insônia,
  • Dor de cabeça ao acordar.

Esses são os principais sinais que podem indicar Apneia do Sono.

TRATAMENTO DA Apneia Obstrutiva do sono com CPAP

O CPAP é o tratamento padrão-ouro para a apneia obstrutiva do sono.

Como o CPAP funciona? 

O Cpap é uma máquina que fornece um fluxo constante de ar pressurizado que ajuda a manter uma via aérea aberta, evitando seu colapso. Este ar é entregue através de uma máscara ajustada.

ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PRA VOCÊ? COMPARTILHE:

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp